Things I’ve learned by 35

Tomorrow, May 7th, is my birthday – I’ll be 35. It’s funny to look back and realise that I’m not at all where I thought I’d be by this age. But I wouldn’t change it – I’ve had some valuable experiences (good and bad), lived fully and learned a lot.

Amanhã, dia 7 de Maio, é o meu aniversário – faço 35 anos. É engraçado olhar para trás e ver que não estou nem perto de onde achava que ia estar nesta idade. Mas não mudava nada – tive experiências de valor (boas e más), vivi muito e aprendi mais.

I’ve struggled to write today’s post for months, because I wasn’t sure how to put it. But this past weekend, spent in Lisbon with my favourite people, made me feel so grateful, that I just thought this is what I want to write about.

Este post custou a sair, trabalhei nele durante meses porque não sabia o que dizer. Mas este fim-de-semana, passado em Lisboa com as minhas pessoas preferidas, fez-me sentir tão grata que me fez pensar que era sobre isso que queria escrever.

This is what I’ve learned

Isto foi o que aprendi

Find people who love all of you, quirks, flaws and all. Find people who will make your heart full, and make you smile – and cherish them.

Encontrem pessoas que gostem de vocês na totalidade, com peculiaridades, defeitos e tudo. Encontrem pessoas que vos deixem de coração cheio e vos façam sorrir – e dêem-lhes valor.

Do not let yourself be dragged down by negativity, toxic people, comparison or peer pressure. Be authentic, and your tribe will welcome you.

Não se deixem arrastar para baixo pela negatividade, pessoas tóxicas, comparações ou pressões. Sejam autênticos e aí encontram a vossa tribo.

For years I felt inadequate – too quiet, too shy, too short, big hips, weird tastes in film and music, geeky interests.

Durante anos senti-me inadequada – muito sossegada, muito tímida, muito baixa, ancas grandes, gostos estranhos de filmes e música, interesses geeky.

But as I’ve grown I’ve accepted that those things make me who I am. I will no longer bend over backwards to do something I don’t feel like doing to be accepted – and that is such a relief!

Mas à medida que fui crescendo, aceitei que essas coisas me fazem a pessoa que sou. Já não me viro do avesso para fazer coisas que não quero para ser aceite – e isso é cá um alívio!

This is a bit of a short post, because I’m struggling to find words – but I wanted to briefly share my experience of growing into myself. And show my gratitude to the people in my life who help me every day – to grow, to learn, to accept myself, to be more creative, to be better.

Este post é curtinho, porque as palavras estão a custar a sair – mas queria partilhar a experiência de crescer e aceitar-me como sou. E mostrar a minha gratidão às pessoas na minha vida que me ajudam todos os dias – a crescer, a aprender, a aceitar-me, a ser mais criativa, a ser melhor.

Have a great week!

Tenham uma óptima semana!

T x

4 Comments

  1. João Miranda
    7th May 2019 / 10:03 am

    Enganas-te. Este post não é nada curtinho. É enorme na sensibilidade e é muito belo na grandeza que demonstra. Sentido, profundo e revelador de uma pessoa muito bonita. Parabéns, minha Filha!

    • alfacinhastories
      Author
      8th May 2019 / 4:54 pm

      Obrigada Pai ❤️

  2. Bi
    7th May 2019 / 1:17 pm

    O que seria de nós todos sem ti!!! parabéns pelo post, pelo dia e …por ti! Beijinhos

    • alfacinhastories
      Author
      8th May 2019 / 4:54 pm

      Obrigada madrinha ❤️

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.