An Anxiety update

Hello everyone! Hope you’re all doing well 🙂 Today’s post comes a bit later because it’s a special subject that I wanted to take time to address. Today is World Mental Health Day and in honour of that I’d like to give you an update on my Anxiety, which as I’ve mentioned in previous posts (here and here) I have been dealing with for a while.

Olá a todos! Espero que estejam bem 🙂 O post de hoje chega um pouco mais tarde do que é habitual porque é um tema especial que queria escrever com tempo. Hoje é o Dia Mundial da Saúde Mental e em celebração dele, quis fazer uma actualização sobre a minha Ansiedade, com a qual lido há uns tempos como já referi em posts anteriores (aqui e aqui).

It’s easy to forget that Mental Health issues are just as important as other Health issues, and can also be quite debilitating. There is still stigma around it and I do believe that talking about it will, in the long run at least, help decrease it. I wanted to talk a bit more about my story and what has helped me.

É fácil de esquecer que as questões de saúde mental são tão importantes como outras questões de saúde e podem ser debilitantes. Ainda há muitos preconceitos à volta destas questões e eu acredito mesmo que falar sobre isto vai ajudar, ainda que só a longo prazo, a diminuí-los. Quis então falar um bocadinho mais sobre a minha história e o que me ajudou.

My story – an update // A minha história – uma actualização 

My Anxiety started affecting me during my years in London before I moved to Lisbon for a while – and that’s when it became clear that I really wasn’t ok. I had peaks of Anxiety daily, when I freaked out and cried over the tiniest things. Eventually I started seeing a therapist, which really helped me understand what was triggering my attacks, etc.

A minha Ansiedade começou a afectar-me durante os meus anos em Londres antes de me mudar temporáriamente para Lisboa – e aí tornou-se claro que eu não estava bem. Tinha picos de Ansiedade todos os dias, quando tinha crises e chorava sobre coisas mínimas. Acabei por começar a ver um psicólogo que me ajudou imenso a perceber o que estava a precipitar as minhas crises, etc.

After reaching a new peak of Anxiety during my stay in Paris in July 2015, with the help of my cousin F (a clinical psychologist), and advice from my therapist and my doctor, I began taking medication. I still take it today, two years later, and still have sessions with my therapist every two weeks, through Skype or FaceTime.
Depois de atingir um pico muito alto de Ansiedade durante a minha estadia em Paris em Julho de 2015, com a ajuda da minha prima F (que é psicóloga clínica), e os conselhos do meu psicólogo e do meu médico, comecei a tomar medicação. Ainda hoje tomo, e ainda falo com o psicólogo de 15 em 15 dias através do Skype ou do FaceTime.

Coming back to London turned out to be the best decision and I have been happy overall, however there are still times that trigger peaks of Anxiety. 

Voltar a Londres acabou por ser a melhor decisão e tenho estado feliz no geral desde que voltei, mas claro que ainda há alturas em que tenho picos de Ansiedade.

This summer, as I mentioned in my second post on this topic, was when that happened most obviously. I caught up with a friend that has been very important to me and the chats we had left me very confused and very anxious. That combined with arguments with my best friend, being busy and having new challenges at work, having less availability to meet up with friends and cousins, etc., led to peaks of Anxiety that I hadn’t experience since that time in Paris. 

Este verão foi quando isto aconteceu de forma mais óbvia. Conversas que tive com um amigo que tem sido importante na minha vida deixaram-me confusa e muito ansiosa. Isso combinado com discussões com a minha melhor amiga, estar ocupada e ter novos desafios no trabalho, ter menos oportunidades para ver amigas e primas, etc.  gerou picos de Ansiedade que já não sentia desde Paris.

Luckily by this point I knew how to recognise my triggers (over analysing what people were saying, feeling that people were angry/disappointed in me were two of the main ones) and I reached out to my therapist to talk to him more often.

Por sorte nesta altura já sabia reconhecer as coisas que causam a minha Ansiedade (sobre-analisar o que me dizem, sentir que alguém está zangado/desiludido comigo sendo os dois principais) e então contactei o meu psicólogo para falar com ele mais frequentemente.


Doing that helped me think about the issues affecting me in a more rational, calmer way, which then helped me work through them. It took a few months, some frustration, some tears and a lot of talking, but I feel more in control of my mental health and my anxiety again.

Fazer isso ajudou-me a pensar nas coisas que me afectam de uma forma mais racional, mais calma, que acaba por ajudar a lidar com elas. Foram precisos alguns meses, alguma frustração, algumas lágrimas e muitas conversas, mas já me sinto outra vez com mais controlo sobre a minha saúde mental e a minha Ansiedade.

So what helped?

O que ajudou?

Finding what drives you // Encontrar o que nos motiva

For me, this includes writing, taking photos to share on the blog or on Instagram, find a good coffee shop to sit in and relax, discover a good book that I get through in a couple of days or watching a movie/series/documentary that I really love. These things make me really happy and lead me out to explore new things. 

Para mim isto inclui escrever, tirar fotografias para partilhar no blog ou no Instagram, encontrar um bom café para me sentar e relaxar, descobrir um bom livro que acabo num dia ou dois, ou ver um filme/documentário ou uma série que adoro. Estas coisas deixam-me feliz e levam-me a explorar coisas novas.


For example my love of writing led me to this blog and, more recently, to the London Letters Club with Quill London which I’m so excited to get started with. I’ve also gone to a ‘Today at Apple’ about photography and found some excellent documentaries on Netflix – all of which have contributed to my feeling more relaxed!

Por exemplo, o meu gosto pela escrita fez-me criar este blog e, mais recentemente, levou-me a inscrever-me no London Letters Club com a Quill London que eu estou super entusiasmada por começar. Também fui a um ‘Today at Apple’ sobre fotografia e encontrei uns óptimos documentários no Netflix – tudo isto contribui para me deixar mais relaxada!

Being sociable // Ser Sociável 
Recently with the house move this has taken a bit of a back seat, but meeting up with friends and family and doing fun things is one of the things that helps the most – it clears my head and distracts me, plus I always have so much fun with my friends!

Com a mudança de casa isto ficou um bocadinho parado nos últimos tempos, mas encontrar-me com amigos e família e fazer coisas divertidas é das coisas que mais ajuda – limpa-me a cabeça e distrai-me, e para mais divirto-me sempre tanto com os meus amigos!

Even just chatting to my best friends on Facebook Messenger or WhatsApp helps get me in a better mood – so that’s definitely something I have to thank technology for!

Mesmo só falar com as minhas melhores amigas no Messenger do Facebook ou no WhatsApp ajuda a melhorar a minha disposição – uma coisa que devo à tecnologia!

Talk // Falar

Not only has it helped to talk to my therapist regularly (increasing frequency when needed) but having a support network that understands what my mind goes through is really important. 

Não só tem ajudado falar regularmente com o psicólogo (mais frequentemente quando preciso), mas ter uma rede de apoio que percebe o que se passa na minha cabeça é super importante.

B, my best friend in Budapest, is one of my main sources of support even though she is away – I know I can always talk to her about what’s making me anxious and, because she truly understands, she will talk me down and help me rationalise. That is priceless!

A minha melhor amiga B, que está em Budapeste, é uma das minhas maiores fontes de apoio mesmo estando longe – sei que posso falar sempre com ela sobre o que me está a deixar ansiosa e que como ela percebe a sério, vai conseguir ajudar-me a acalmar e racionalizar. Não tem preço!

Focus on health // Focar na saúde 

Over the past couple of months, as my anxiety levels came back down to manageable, I started focusing on my eating habits and my physical health.

Nos últimos meses, enquanto os meus níveis de Ansiedade baixavam, também me comecei a focar nos meus hábitos alimentares e na minha saúde física.

I started paying more attention to the ingredients, as well as making slight modifications to my diet, such as limiting carbs and meat/fish in favour of a more vegetarian based diet (though not completely). 

Comecei a prestar mais atenção aos ingredientes e também a fazer mudanças pequenas na dieta, como limitar os hidratos e a quantidade de carne e peixe, em favor de uma dieta mais vegetariana (mas não completamente).

With the introduction of the latest Apple Watch into my life I have also been enjoying focusing on my activity. I’m not a big fan of going to the gym or playing sports (nor am I any good), but I can incorporate more movement into my daily life, which is what I have tried to do: I take the stairs at work as often as I can, I go for walks by the river on the weekend, etc. 

Com a recente chegada do novo Apple Watch à minha vida, também tenho prestado mais atenção à minha actividade. Não sou fã de ir ao ginásio nem de fazer desportos (nem tenho jeito), mas posso incorporar mais movimento no quotidiano e é isso que venho tentando fazer: subo as escadas no trabalho sempre que posso, vou passear à beira rio ao fim-de-semana, etc.


All of these things give me a sense of achievement and make me feel more at ease with myself, which in its own way helps my feelings of Anxiety come down.

Estas coisas dão-me uma sensação de atingir objectivos e fazem-me sentir melhor comigo mesma o que, da sua maneira, ajuda a baixar os níveis de Ansiedade.

Hope you’ve found this helpful! Let me know in the comments if you’ve dealt with Anxiety and what your best tips are for keeping it under control.

Espero que tenham achado este post útil! Digam-me nos comentários se já lidaram com Ansiedade e quais as vossas melhores dicas para a manterem controlada.

T x

5 Comments

  1. João Miranda
    10th October 2017 / 9:01 pm

    Gostei (e senti) muito. Tenho dito.

  2. Micaela
    10th October 2017 / 10:15 pm

    Identifiquei-me muito com o que foi escrito Teresa. Obrigada pela partilha. :*

    • alfacinhastories
      10th October 2017 / 10:16 pm

      Obrigada eu Micaela 🙂 beijinho!

  3. Cousin F
    11th October 2017 / 3:42 am

    Um abraço apertado da prima F 🙂

    • alfacinhastories
      11th October 2017 / 6:40 am

      Beijinhos! ❤️

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *