5 things you learn when you’re single

I’ve shared before how much inspiration I get from The Everygirl – and last week I came across an article there that made me want to write my own take on it. That article was called ‘How to Embrace your time being Single‘ and in it author Whitney Haldeman wrote about what she learned from having been single for a year. It’s a great piece and it got me thinking about what I’ve learned in my single time.

Já aqui partilhei que o site The Everygirl é uma das minhas maiores fontes de inspiração – e na semana passada cruzei-me com um artigo lá que me deu vontade de fazer a minha própria versão. O título do artigo era ‘Como apreciar o tempo de ser solteira’ e nele a autora Whitney Haldeman escrevia sobre o que apreendeu ao estar solteira por um ano. É um óptimo artigo e pôs-me a pensar no que aprendi no meu tempo de solteira.


To give you some context I have been single for almost 7 years. In that time I have travelled, moved countries, and made great friends. Yes, there are times when I think I wish I could have a boyfriend, but overall, I’m good.

Para vos dar algum contexto, estou solteira há quase 7 anos. Nesse tempo viajei, mudei de países e fiz grandes amizades. Sim, há alturas em que gostava de ter um namorado, mas no geral, estou bem.

Of course this doesn’t mean I am a recluse and don’t like spending time with people – I have a brilliant group of friends I love and am always excited to hang out with! But it is a summary of things I’ve learned by not being in a relationship for a rather long period of time.

Claro que isto não quer dizer que eu seja solitária e que não gosto de estar com pessoas – tenho um óptimo grupo de amigas que adoro e com quem gosto sempre de passar tempo! Mas é um resumo das coisas que aprendi ao não estar numa relação durante um período grandito de tempo.

#1 Date when you’re really, really ready for it

I’ve been asked everything from the “how are you single?” to the “have you tried dating websites/apps/events?” by well meaning friends and family who want to get me to start dating. But despite thanking them for being lovely and caring about me, to be totally honest, I don’t really want to.

Já ouvi tudo desde o “como é que ainda és solteira?” ao “já experimentaste apps/sites/eventos de online dating?” de amigas(os) e família que só têm o meu melhor interesse em mente e me querem ajudar a começar a ter encontros. Mas apesar de lhes agradecer por serem queridos e se preocuparem, para ser completamente franca, não estou muito para aí virada.

I know dating apps and/or websites can be great and I know people who have started great relationships through them – but, at least for now, it’s not my thing. I’m not 100% ready to go online and look for someone to go out with, it makes me slightly uncomfortable and, for now, I am ok as I am.

Sei que as apps e/ou sites de online dating podem ser óptimos e conheço pessoas que começaram relações excelentes através dessas plataformas – mas, pelo menos por enquanto, não é a minha praia. Ainda não estou 100% pronta para ir à net procurar alguém com quem sair, deixa-me ligeiramente desconfortável e, por agora, estou bem como estou.

#2 Use this time to do what you love

In the years since I’ve been single I have travelled and crossed so many places off my travel bucket list, moved jobs, houses, and countries. I was able to do this because I had no obligations tying me down.

Nos anos desde que estou solteira tenho viajado e riscado imensos sítios da minha bucket list de viagens, mudei de emprego, de casa e de país. Pude fazê-lo porque não tinha obrigações que me prendessem.



This has been my time. Where I choose what I want to do. Be it learning a new language, or a new skill, visiting museums, pursuing passions – I’ve got only myself to consider in terms of the time I invest. Getting to take advantage of it is amazing!

Este tem sido o meu tempo. Onde escolho o que quero fazer. Seja aprender uma nova língua ou uma nova habilidade, visitar museus, seguir as minhas paixões – só tenho de me preocupar comigo no que toca ao tempo que vou investir. Poder aproveitar isto é fantástico!

#3 Discover what makes you, you

Another thing I have gained from singleness was the understanding of who I am, what I truly like, and what makes me excited.

Outra coisa que ganhei em ser solteira foi um melhor conhecimento de mim mesma, de quem sou, do que realmente gosto e das coisas que me entusiasmam.

I am a nerd (and I’m proud). When I visit a new city for the first time I love going to the museums. I am interested in what is happening in the world and want to help make it a kinder, more tolerant place. I am also a girly-girl who often cries at romantic comedies.

Sou uma nerd (com orgulho). Quando visito uma cidade nova adoro ir aos museus. Tenho interesse no que se passa no mundo e quero ajudar a torná-lo num sítio mais atencioso e tolerante. E também sou uma mulher feminina, que chora várias vezes a ver comédias românticas.

And when it comes to people I surround myself with, I like being able to have interesting, stimulating conversations with people that are kind, positive, supportive and intelligent.

E no que toca às pessoas que me rodeiam, gosto de ter conversas interessantes e estimulantes com pessoas que sejam gentis, positivas, solidárias e inteligentes.

#4 You can do it

There are things people usually see as social activities, such as travelling, going out for dinner or going to the cinema. Being single, I have loved doing all of these things on my own. Granted I am an only child, so I am used to and like to do things alone anyway, but still. It’s super empowering to do these things alone in such a natural way that it doesn’t even cross my mind that others wouldn’t dream to do the same.

Há coisas que as pessoas normalmente veêm como actividades sociais, como viajar, ir jantar fora ou ir ao cinema. Sendo solteira, tenho adorado fazer estas coisas sozinha. É certo que sou filha única, por isso estou habituada a e gosto de fazer coisas sozinha de qualquer modo, mas enfim. É super ’empowering’ fazer estas coisas sozinha de uma forma tão natural que nem me passa pela cabeça que outras pessoas não façam o mesmo.


As for the odd things you might need to sort out at home, they just become mundane and things you don’t even think twice about sorting out yourself.

E quanto às coisas que às vezes é preciso tratar em casa, tornam-se coisas banais que resolvo sem pensar duas vezes.

#5 I am enough

Ok, in fairness this one I am still working on, but it is huge. As Whitney says in the article on The Everygirl, being in a relationship is validating: having someone who reminds you you’re loved, that you’re beautiful, that you belong, is really nice! I’ve spent many of my 32 years struggling with self-confidence so this is a key aspect for me.

Ok, na verdade ainda estou a trabalhar neste ponto, mas é super importante. Como a Whitney diz no artigo no The Everygirl, estar numa relação dá-nos uma validação: alguém que goste de nós, que nos ache bonitas(os), que nos dê uma sensação de pertença, é muito bom! Eu passei muitos dos meus 32 anos com dificuldades no que toca à auto-estima por isso este é um aspecto chave para mim.


But being single doesn’t mean you’re alone. I still have friends and family that show me (in their own, often absurd ways 😉) that I am loved and that I belong somewhere. As for the beautiful part, for me that comes from knowing that I am capable of so much, that I am brave and have strength that comes out when it’s needed. And I’m happy just like that.

Mas ser solteira não implica estar sozinha. Tenho amigos e família que (nas suas maneiras próprias, às vezes absurdas 😉) me mostram que gostam de mim e que me posso sentir incluída. Em relação à parte da beleza, para mim isso vem de saber que sou capaz de tanta coisa, que sou corajosa e tenho força que aparece quando é precisa. E estou feliz assim.

💃🏻

I am still a hopeless romantic, so I am definitely looking forward to finding love one day. But for now I am enjoying the single life, the ability to make spur of the moment decisions. And despite many tears having been cried over my singleness through the past few years, I do believe this time is meant to be appreciated and lived to the fullest. And it can be great!

Ainda sou uma romântica inveterada, por isso quero muito voltar a apaixonar-me um dia. Mas por enquanto estou a gozar a vida de solteira, a possibilidade de fazer decisões espontâneas. E apesar de muitas lágrimas terem corrido devido à minha solteirice ao longo destes últimos anos, acredito mesmo que este tempo tem de ser apreciado e vivido ao máximo. E pode ser óptimo!

T x

4 Comments

  1. João Miranda
    23rd March 2017 / 12:19 pm

    Always looking at the brighter side of life! Gostei muito de ler!

    • alfacinhastories
      23rd March 2017 / 10:55 pm

      Aprende-se (devagarinho às vezes) com tudo! Obrigada 🙂

  2. Bi
    23rd March 2017 / 10:47 pm

    Admiro muito a tua capacidade de não desistir de nada por estar sozinha! Muito bem, ainda bem que partilhaste estes pensamentos!

    • alfacinhastories
      23rd March 2017 / 10:55 pm

      Obrigada! Não foi fácil de publicar mas estou satisfeita por o ter feito

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *