5 reasons why spending time alone is actually the best

As an only child, I’ve always been used to finding ways to spend time on my own. Of course I love spending time with my friends and family, but sometimes we all need some me-time.

Como filha única, sempre me habituei a encontrar maneiras de passar o tempo sozinha. Claro que adoro passar tempo com os meus amigos e com a minha família, mas às vezes todos precisamos de um bocadinho de tempo só para nós.

Whether this involves a good book or movie, a trip to a museum or a visit to a new city, I relish the time I spend on my own. Here are 5 reasons why.

Quer isso envolva um bom livro ou filme, uma visita a um museu ou a uma nova cidade, eu adoro o tempo que passo sozinha. Aqui ficam 5 razões para isso.

photo: Nadia Meli


1. You become more independent // Tornamo-nos mais independentes

Once you start doing things by yourself, be it going out for brunch, for a movie or to explore a new city, there are no more limitations!

A partir do momento em que começamos a fazer coisas sozinhos, seja ir tomar um Brunch, ver um filme, ou explorar uma cidade nova, não há limites!

You stop living with that “oh but I’ve got no one to go with” mentality, and just do things you find fun whether or not you have company. I started out small, in my teens, by going to the cinema by myself: it never occurred to me that it wasn’t something people did, I just felt like going, so I went.

Paramos de viver naquela mentalidade de “ah mas não tenho com quem ir” e simplesmente fazemos o que achamos divertido com ou sem companhia. Eu comecei devagar, na adolescência, a ir ao cinema sozinha: nunca me passou pela cabeça que não fosse uma coisa normal, apeteceu-me ir e fui.

Then I went to concerts by myself – the Metallica one is still a highlight because I loved it, and felt extremely badass for going alone.

Depois comecei a ir a concertos sozinha – o de Metallica ainda é um momento alto não só porque adorei o concerto, mas também porque me senti uma “durona” por ter ido sozinha.

And then I started travelling by myself. At first I explored places “nearby”, such as Paris and Brussels. Last year I took my biggest leap and went across the pond to New York. I’ve never felt more excited! It felt so empowering to take such a big trip by myself.

E depois comecei a viajar sozinha. Primeiro explorei sítios mais “perto”, tipo Paris e Bruxelas. No ano passado dei o meu maior salto e fui até Nova Iorque. Nunca tinha estado tão entusiasmada. Foi tão fortalecedor fazer uma viagem grande assim sozinha!

2. You get to do what you actually want, in your own time // Podemos fazer o que queremos, quando queremos

I’m a planner, and I really enjoy setting out a plan for I will be doing at a specific time, or during a specific trip. But while I like doing that, others don’t.

Eu gosto de planear coisas, e em viagens gosto de planear o que vou fazer a uma certa parte de um certo dia. Mas enquanto eu gosto disto, outros não gostam.

Similarly, although I love visiting museums and monuments, I go through them quite quickly, while other people either don’t like visiting them or enjoy taking their time on each piece in exhibition.

De forma semelhante, embora eu goste imenso de visitar museus e monumentos, eu vejo tudo muito rápido, enquanto outras pessoas ou não gostam de os visitar ou então gostam de ver cada peça com calma.

So doing things by myself allows me to do what I truly enjoy, in my own time, without worrying about rushing/delaying others.

Por isso viajar sozinha permite-me fazer o que realmente gosto, à minha maneira, sem me preocupar por estar a demorar ou apressar outras pessoas.

3. It clears your mind // Limpa as ideias

Taking a walk (or just spending time) by yourself can really help clear your mind and organise your thoughts.

Dar uma volta (ou só passar algum tempo) sozinho pode ajudar imenso a arrumar as ideias.

Sometimes you really need a break from the hectic life we all lead nowadays, particularly in big cities. Some time to think about what you’re doing, what is important, where you want to be going. And being alone, with no external influences, can help.

Às vezes precisamos de um intervalo das vidas agitadas que todos levamos hoje em dia, especialmente nas cidades grandes. Tempo para pensar no que estamos a fazer, no que é importante, para onde queremos ir na vida. E estar sozinho, sem influências externas, pode ajudar.

4. It fuels creativity // Desperta a criatividade

Whether it is a boost to get your creative baking/cooking hat on, or to start writing, or taking some gorgeous photographs, being alone can often be really inspiring to our creative side!

Seja um empurrão para por o chapéu de cozinheiro/pasteleiro, começar a escrever ou a tirar óptimas fotografias, às vezes estar sozinha pode ser uma óptima fonte de inspiração para o nosso lado criativo!

5. You can have just as much fun! // Divertimo-nos na mesma!

Like I said, when I first started doing things by myself as a teen, it never even crossed my mind that it wasn’t something people usually did. It’s an idea people have in their minds that it’s strange to do certain things alone – but that doesn’t have to be true! I’ve had some of the most fun meals in restaurants by myself when travelling, enjoyed great movies, and had great experiences.

Como eu dizia no início, quando comecei a fazer coisas sozinha quando era adolescente nem me passou pela cabeça que fosse uma coisa que as pessoas não fizessem normalmente. As pessoas têm ideia que é estranho fazer certas coisas sozinhas, mas isso não precisa de ser verdade! Já tive refeições bem divertidas sozinha num restaurante, já vi bons filmes e tive óptimas experiências sozinha.

photo: Nadia Meli


I read something in a great piece in The Everygirl that really stuck with me. It said: “If I had to wait around for someone to do everything with me, I would have missed out on so many life changing experiences”. I can’t emphasise enough how true this is, and how important it is to learn how to enjoy spending time on your own, above all!

Li uma coisa num artigo no The Everygirl que me fez imenso sentido. Dizia: “Se eu tivesse de esperar para fazer tudo comigo, tinha perdido tantas experiências que mudaram a minha vida”. Não posso salientar demasiado o quão verdade isto é, e quão importante é saber gozar o tempo só para nós, acima de tudo!

How do you spend your alone time? Let me know in the comments below!

Como é que passam o vosso tempo sozinhos? Digam-me nos comentários abaixo.

T x

Share:

1 Comment

  1. João Miranda
    7th February 2017 / 12:40 pm

    Como em tudo na vida, há reversos desta moeda. Mas o importante é que percebi a tua ideia e concordo com ela. Confrontar ideias e partilhar experiências pode, no entanto, ser também enriquecedor. Nada é absoluto mas tudo é relevante, quando falamos destes temas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *