Harry Potter Studios

No início do ano 2000, num  fim-de-semana de visita à família em Lisboa, fui à FNAC do Colombo, na altura em que ainda era novidade, e um livro em particular chamou a minha atenção. Comprei-o, mas na realidade acabei por não lhe ligar muito até meses mais tarde, quando num sábado de preguiça já no verão comecei a lê-lo. Só parei no fim do dia, quando já estava quase a acabar. 

O nome do tal livro? Harry Potter e a Pedra Filosofal.

A partir daí fiquei viciada: acabado o primeiro livro tive de ir comprar o segundo, e depois o terceiro em menos de uma semana. Os outros livros, uma vez começados, foram lidos em dois dias!

E os filmes…esses fiz questão de ver assim que estrearam, e já os vi vezes sem conta!

Então claro que uma das coisas essenciais a riscar da minha Bucket List de Londres era fazer uma visita aos estúdios da Warner Brothers onde a saga foi filmada!

Marquei os bilhetes com um mês de antecedência e quando chegou o dia pus-me a caminho com o mesmo entusiasmo das várias crianças pequenas que por lá andavam.

A chegada aos estúdios a partir de Londres é fácil e bastante rápida: uma curta viagem de comboio entre a estação de Euston e a de Watford Junction (os comboios da London Midland são os que fazem a viagem em menos tempo), seguida de uma viagem no serviço de autocarro especial da Warner Brothers Studios. O autocarro parte da estação de Watford Junction a cada 20/30 minutos e a viagem dura cerca de 10 minutos, durante os quais podemos ver um video com mais informações sobre os estúdios e a sua História.

Na altura da Segunda Guerra Mundial, na zona onde actualmente se encontram os estúdios, ficava a Base Aérea (e fábrica de aviões) da RAF Leavesden. Posteriormente a fábrica ficou a cargo da Rolls Royce, que lá continuou a construir motores para aviões, até 1995 quando a passagem para estúdio de cinema aconteceu: a fábrica foi comprada para a produção de GoldenEye, o primeiro filme de James Bond na era Pierce Brosnan. 

Para além disso, os estúdios de Leavesden foram também usados para as filmagens de Star Wars Episode I: The Phantom Menace.  É bem possível que a minha respiração tenha parado quando disseram isto no video: vou estar no sítio onde filmaram o Harry Potter e o Darth Maul?! Emoção a mais para a geek dentro de mim!

A entrada nos estúdios é feita, de forma muitíssimo bem pensada, ao som de Hedwig’s Theme, a música de John Williams que serve de abertura aos filmes da saga. As boas-vindas são dadas pelas caras familiares de Harry, Ron, Hermione, Fred & George, Sirius e até Draco Malfoy.

Depois de duas salas com video a explicar como os livros se tornaram filmes e como toda a magia foi criada por artistas extremamente talentosos, passamos à visita em si: cenários a sério, tal como usados nos filmes, bem como roupa e acessórios que trazem à memória tantos dos momentos marcantes dos 8 filmes de Harry Potter.

Começando pelo Great Hall, onde, entre outras coisas, os alunos de Hogwarts são recebidos no inicio de cada ano escolar por um banquete e um discurso de Dumbledore, passando por decorações do Yule Ball; pelo dormitório de Harry, Ron, Neville e Dean e a sala comum de Gryffindor; pela sala de Poções; pela casa da família Weasley, entre várias outras coisas, a visita dá-nos uma oportunidade de estar dentro de Hogwarts e de conhecer de perto as salas onde quisemos estar (com os nossos personagens preferidos) ao ler os livros/ver os filmes.

Depois de explorar os vários cenários no primeiro lote, seguimos para o Back Lot, a parte exterior entre os dois lotes dos estúdios, onde encontramos mais cenários, desta vez maiores: a casa dos Dursleys (Number 4, Privet Drive); a casa dos Potters em Godric’s Hollow; a Ponte de Hogwarts (onde Harry conversa com Remus Lupin no terceiro filme, o meu preferido!) e o Knight Bus! 

Para além disso, é no Back Lot que encontramos Butterbeer! A bebida que é consumida pelos feiticeiros de Hogsmeade ou no Three Broomsticks ou no Hog’s Head é uma gasosa (fria) com uma espuma que sabe a caramelo e shortbread (eu dispensava a parte da gasosa, mas a espuma é deliciosa!).

Ao entrar no segundo estúdio ficamos a saber mais sobre como foram desenvolvidas as várias criaturas mágicas, desde os goblins de Gringotts, passando por Dobby até Buckbeak e os Dementors.

E depois, um momento de compras: entramos em Diagon Alley como a conhecemos nos últimos filmes, já com a loja de Fred & George Weasley!

Seguimos em frente para descobrir mais sobre como foram pensados e criados todos os espaços de Hogwarts pela equipa de Design. 

Depois, ao virar uma esquina e entrar numa enorme sala escura, encontramos o momento mais mágico e emocionante de toda a visita: chegamos ao castelo de Hogwarts. Nesta sala está o modelo de Hogwarts que foi utilizado em todos os filmes (excluindo o último) para as imagens aéreas da escola. É enorme e maravilhoso em todo o detalhe!

Foi uma visita que adorei fazer, vale imenso a pena para quem gosta dos livros e filmes de Harry Potter, mas também no geral para quem tem curiosidade sobre o mundo do cinema e como funciona atrás das câmaras. 

Era a coisa que mais queria fazer antes de deixar Londres e fico feliz de ter feito, especialmente porque foi bem melhor do que poderia ter imaginado! Se estiverem a planear uma visita a Londres recomendo mesmo muito que lá vão passar uma manhã/tarde.

T xx

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.